jueves, 8 de noviembre de 2012

PENETRANDO NUESTRO OIKOS.


El círculo de influencia o oikos es el campo de responsabilidad inmediato de todo cristiano. También es el lugar donde inicialmente debe cumplir su función de ser luz y sal. Algunos cristianos no tienen una idea clara del alcance de su influencia y descuidan así la oportunidad que tienen para evangelizar.
No solamente somos responsables por nuestros propios hechos, también somos responsables por todas aquellas personas sobre quiénes tenemos influencia. De ahí que es muy importante saber hasta dónde llega nuestra influencia y decidir ser verdadera luz para ellos.
Una revisión de las relaciones laborales, familiares y de amistad, nos puede llevar a descubrir que tenemos mayor influencia de la que a veces imaginamos. Lo mismo sucede en nuestro vecindario.
Una vez identificados los lazos que forman nuestro oikos, debemos orar por cada aquellas personas a quiénes deseamos llevar a Cristo. La conversión es un hecho sobrenatural que va más allá de toda posibilidad humana. Si Dios no salva a una persona, nadie podrá hacerlo por su propia fuerza.
Se hace necesario profundizar la amistad con el oikos. Siempre es posible acercarnos más a las otras personas. Al hacerlo, descubriremos que cada quien tiene una necesidad que llenar. Entonces es cuando el cristiano debe andar la milla extra. Hacer por esa persona lo que nadie más hará. El andar esa milla extra dejará una impresión perdurable en la otra persona que preparará el terreno para la siembra de la Palabra.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS.

Penetrating our oikos.
The circle of influence or oikos is the immediate responsibility field of every Christian. It is also the place where he initially must fulfill his role of being salt and light. Some Christians do not have a clear idea of the extent of their influence thus they neglect the opportunity they have to evangelize.
Not only are we responsible for our own actions, we are also responsible for all those over whom we have influence. Hence it is very important to know how far our influence goes and decide to be real light for them.
A review of labor, family and friendship relations, can lead us to discover that we have more influence than we sometimes imagine. The same happens in our neighborhood.
Once the bonds that form our oikos are identified, we must pray for those people we want to bring to Christ. The conversion is a supernatural event that goes beyond all human possibility. If God does not save a person, no one will be able to do it on their own strength.
It is necessary to deepen friendship with the oikos. You can always get closer to other people. In doing so, we will discover that everyone has a need to fulfill. That is when the Christian must walk the extra mile. Do for that person what no one else will. The extra mile ride will leave a lasting impression on the other person that will prepare the ground for the sowing of the Word.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS.

Penetrando no nosso Oikos.


O círculo de influência do nosso oikos é a esfera imediata de responsabilidade de todo cristão. É o lugar onde o crente se torna sal e luz. Alguns cristãos não têm uma ideia clara da extensão de sua influência, e terminam por negligenciar a oportunidade de evangelizar. Não apenas somos responsáveis por nossas ações, também temos a responsabilidade sobre aqueles aos quais exercemos influência. Por esta razão, é importante conhecer a extensão de nossa influência e então determinar como podemos fazer a nossa luz brilhar mais forte.
À medida que pensamos sobre nosso local de trabalho, familiares e amizades, iremos descobrir que temos muito mais influência do que imaginamos. Isso é verdade também acerca da nossa vizinhança.
Uma vez que esses relacionamentos oikos sejam identificados, temos que continuar a orar pelas pessoas que queremos levar a Cristo. A conversão é um acontecimento sobrenatural que vai além das possibilidades humanas. Se Deus não salvar uma pessoa, ninguém estará apta a fazê-lo com suas próprias forças. Sim, é necessário aprofundar a amizade com aqueles que conhecemos melhor. Você também pode fazer algo para se aproximar das outras pessoas. Ao se aproximar mais, descobrirá que há necessidades não supridas. Quando descobrimos que necessidades são essas, também vamos andar a segunda milha – fazer algo pela pessoa que ninguém mais faria. Quando você anda a segunda milha, você deixará uma impressão na outra pessoa que preparará o terreno para receber a Palavra de Deus.