jueves, 26 de marzo de 2015

PRINCIPIOS Y MODELOS

Los modelos celulares se forjan a partir de la combinación de características locales como cultura, geografía, clima, tradiciones, etnicidad. La suma de ello produce modelos que son válidos para lugares y épocas específicas. Esa es la razón por la que los modelos no se pueden transferir de un lugar a otro. Tampoco se debe adjudicar a un modelo la virtud de producir multiplicación o cualquier otra virtud cristiana.
Lo verdaderamente importante del trabajo celular son los principios que se encuentran en la palabra de Dios. Ellos son la base sobre la cual se edifican los modelos. De igual manera que los cimientos sostienen cualquier tipo de edificio, los principios del trabajo celular pueden sostener cualquier modelo. Lo esencial está bajo tierra. Lo trágico sería un edificio sin fundamento: no durará mucho tiempo en pie. Eso es lo que sucede cuando el énfasis se pone en el modelo y no en los principios.
Lo esencial es que los cristianos practiquen los componentes de la célula: evangelización, edificación y comunión. Si esos son los fundamentos, cada quien puede desarrollar su propio modelo de manera que responda a las características y necesidades de su entorno. El modelo no determina la multiplicación ni las virtudes bíblicas. Lo determina la puesta en práctica de los principios. Concentrémonos entonces en los principios antes que en los modelos.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Principles and models.
Cell models are forged from the combination of local characteristics such as culture, geography, climate, traditions, and ethnicity. The sum of it produces models that are valid for specific locations and times. That is the reason why models cannot be transferred from one place to another. Nor should it be awarded to a model virtue to produce multiplication or any other Christian virtue.
What is really important about the cell work are the principles found in God's word. They are the basis upon which the models are built. Just as the foundation holds any type of building, the cell work principles can support any model. The essential is underground. The tragedy would be a building without a foundation: it will not stand for long. That's what happens when the emphasis is placed on the model and not on principles.
What is essential is that Christians practice the cell components: evangelism, edification and fellowship. If those are the foundations, everyone can develop his own model so that it responds to the characteristics and needs of his own environment. The model does not determine the multiplication or biblical virtues. This is determined by the implementation of the principles. Then let us focus on the principles rather than on the models.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Principios e modelos.
Modelos celulares são forjados a partir da combinação de características locais como cultura, geografia, clima, tradições e etinicidade. A soma dessas características produz um modelo que é valido para localidades e tempos específicos. Essa é a rasão por que modelos não podem ser transferidos de um lugar para o outro. Também não podemos colocar muito valor em um modelo espeficifico, uma vez que estão sempre vinculados a contextos, culturas e características.
O que é realmente importante sobre o ministério em células são os princípios encontrados no trabalho de Deus. Esses princípios formam a base sobre o qual os modelos são construídos. Assim como a fundação pode suportar qualquer tipo de construção, os princípios do ministérios em célula podem sustentar qualquer modelo. O que é essencial nessa estrutura. Nós sabemos que uma fundação sem uma estrutura forte, não permanece por muito tempo. Isso é o que acontece quando enfatizamos o modelo e não o princípio.
O essencial é que os cristãos pratiquem os componentes celulares: evangelismo, edificação e confraternização. Se esses forem os fundamentos, todos podem desenvolver seu próprio modelo que atenda as características e necessidades de seu ambiente. Lembre-se que os princípios compreendem a base que produz os modelos particulares, e não ao contrário. Vamos nos concentrar nos princípios e não nos modelos. 

jueves, 19 de marzo de 2015

LA CONSTANCIA EN EL TRABAJO CELULAR.

En español existe un dicho: “Los molinos de Dios muelen lento pero muelen bien”. Dios tiene su propio ritmo para cumplir sus propósitos, pero esos propósitos son perfectos. Somos nosotros los que siempre estamos apresurados y deseamos que la obra de Dios imite las sopas instantáneas y los hornos de microondas.
El trabajo celular es la obra de Dios y, consecuentemente, lleva su tiempo en producir sus resultados. Si no se posee la constancia y la perseverancia del agricultor y el artesano, no es posible obtener un buen producto al final. La razón del paso metódico de Dios no tiene relación con su omnipotencia sino más bien con nuestra impotencia para comprender sus designios. El ser humano es renuente a aceptar los designios profundos de Dios y se detiene solamente en los aspectos superficiales. Pero, cuando Dios hace morir nuestro yo, el camino se abre para que sus propósitos se cumplan en nuestros ministerios.
El ser humano es renuente a la muerte del yo. Eso es lo que hace que los procesos de Dios sean largos. Frente a ello, no nos queda otra cosa más que perseverar y perseverar. Sigue perseverando que un día la rosa de Dios emergerá por si sola.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

The constancy of cell work.
There is a saying in Spanish: “God’s mills grind slowly but they grind well”. God has his own pace to accomplish his purposes, but those purposes are perfect. We are the ones who are always in hurry and wanting the work of God to imitate instant soups and microwave ovens.
The cell work is God’s work, and consequently it takes its time to produce its results. If you don’t have the constancy and perseverance of the farmer and the craftsman, it will not possible to obtain a good product in the end. The reason for God’s methodical pace has no relationship with his omnipotence but rather with our impotence to understand his purposes. Man is reluctant to accept God’s deep purposes and stops to think only about the superficial aspects. But when God makes our inner self die, the way is opened for His purposes to fulfill in our ministries.
Humans are reluctant to die to self. That's what makes God’s processes long. In the face of this, we are left with nothing but to persevere and persevere. Keep persevering that one day God’s rose will emerge by itself.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

A realidade do ministério celular em longo prazo.
Há um ditado em espanhol que diz: “Os moinhos de Deus moem devagar, mas moem bem.” Deus tem seu próprio ritmo para cumprir seus propósitos, mas esses propósitos são perfeitos. Nós somos aqueles que estão sempre com pressa e querendo o trabalho de Deus para nos oferecer resultados rápidos, como sopas instantâneas e fornos de microondas.  
 O ministério celular é o trabalho de Deus e, consequentemente, leva o seu tempo para produzir resultados. Se você não tem a constância e a perseverança do fazendeiro e do artesão, não será possível obter um bom produto no final. A razão para o ritmo metódico de Deus não tem nenhuma relação com sua onipotência, mas sim com a nossa impotência em entender seus propósitos. O homem é relutante em aceitar os propósitos profundos de Deus e tende a pensar apenas sobre os aspectos superficiais. Mas quando Deus faz o nosso eu interior morrer, o caminho se abre para Seus propósitos serem cumpridos em seu tempo.    

 Humanos são relutantes em morrer para si mesmos. Isso é o que torna os processos de Deus longos. Nosso papel é perseverar e permitir que Deus se mova em seu tempo. Conforme você continua a perseverar, Deus um dia irá cumprir seu propósito sozinho.

jueves, 12 de marzo de 2015

LAS METAS COMO INSTRUMENTOS DE EVALUACIÓN.

Las metas tienen un doble propósito: indicar el objetivo que se desea alcanzar en un tiempo específico y servir de instrumento de medición del avance obtenido una vez ese tiempo se agotó. El factor clave es el tiempo que se establezca para alcanzar la meta. Una vez ese tiempo transcurre, la meta establecida sirve de parámetro para revisar el trabajo hecho.
Si las metas fueron establecidas de manera razonable y basadas en los principios del modelo celular, se convierten en el patrón contra el cual deben ser evaluados los resultados. A veces pueden existir factores externos al modelo que pueden acelerar, detener o impedir el alcance de las metas. Pero, normalmente, el crecimiento está determinado por la dinámica propia del modelo celular que se basa en la puesta en práctica de sus valores y principios.
De manera que las metas, más que crecimiento, en realidad están midiendo las fortalezas o debilidades que determinado trabajo celular posee. En el caso que las metas se alcancen, resulta bastante fácil identificar los factores del ciclo celular que permitieron ese crecimiento. En el caso que las metas no se alcancen también no es muy difícil encontrar las debilidades en el sistema.
Cada vez que se cierra un período de trabajo celular, automáticamente, se está abriendo uno nuevo. Ese es el momento exacto para evaluar lo que se hizo y establecer los objetivos para el nuevo período. Esos objetivos, o nuevas metas, se enfocan en superar las flaquezas del pasado período y asegurar las fortalezas de lo que se hizo bien. Todo ese ejercicio no pudiera hacerse tan objetivamente sin la herramienta de las metas.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Goals as evaluation tools.
Goals have a double purpose: indicate the objective that wants to be achieved in a specific time and serve as an instrument for measuring the progress achieved once that time has ran out. The key factor is the time established to achieve the goal. Once that time passes, the established goal works as a parameter to review the work that has been done.
If the goals were established in a reasonable way and based on the cell model’s principles, they become the standard against which the results should be evaluated. Sometimes there may be external factors to the model that can accelerate, stop or prevent the achievement of goals. But normally, the growth is determined by the cell model’s own dynamics that is based on the implementation of its values and principles.
So the goals, rather than growth, are actually measuring the strengths or weaknesses that a certain cell work has. In the case of reaching the goals, it becomes quite easy to identify the cell cycle factors that enabled that growth. In the case the goals are not reached it is also not too difficult to find weaknesses in the system.
Each time a cell work period closes, automatically a new one is opening. That is the exact moment to evaluate what was done and set the objectives for the new period. Those objectives, or new goals, focus on overcoming the weaknesses of the past period and ensure the strengths of what was done right. All that exercise could not be made as objectively without the goals tool.


TRDUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Metas como ferramentas de avaliação.
Metas têm um propósito duplo: 1. Elas indicam o objetivo a ser alcançado em um tempo específico. 2. Elas servem como um instrumento para medir o progresso alcançado quando o tempo para alcançar o objetivo se esgotou. O fator chave é o tempo estabelecido para alcançar a meta. Uma vez que o tempo passa, a meta estabelecida funciona como um parâmetro para rever o trabalho que foi realizado.
Se as metas foram estabelecidas de uma forma razoável e com base nos princípios do modelo celular, elas se tornam o padrão pelo qual os resultados devem ser avaliados. Às vezes pode haver fatores externos ao modelo que podem acelerar, parar ou impedir a realização de metas. Mas, normalmente, o crescimento é determinado pela própria dinâmica do modelo celular que é baseada na implementação de seus valores e princípios.
Então as metas (em vez do crescimento) estão na verdade medindo os pontos fortes e fracos de uma célula ou de um sistema celular. Quando os objetivos são alcançados, torna-se bastante fácil identificar os fatores do ciclo celular que permitiram esse crescimento. Quando as metas não são atingidas, não é muito difícil encontrar pontos fracos do sistema.
Cada vez que um período de meta termina, automaticamente um novo se inicia. Esse é o momento exato para avaliar o que foi feito e estabelecer os objetivos para o novo período. Esses objetivos, ou novas metas, devem ter como foco superar as fraquezas do período anterior e reforçar os pontos fortes do que foi feito corretamente. Todo esse exercício não poderia ser feito de forma tão objetiva sem o instrumento de fazer metas. 

miércoles, 4 de marzo de 2015

LAS METAS EN LAS IGLESIAS CELULARES.

Una característica de las metas en las iglesias celulares es que deben ser realistas. Una meta excesiva pierde su significado. Para que una meta sea realista debe basarse en los principios del modelo celular. Uno de esos principios es que la multiplicación solamente se produce cuando se multiplica el líder. El número de células a multiplicar no puede ser una meta antojadiza. Debe establecerse sobre la capacidad de los líderes de generar nuevos líderes.
Hay algunas condiciones que pueden ser engañosas. Por ejemplo, pensar que una iglesia numerosa puede alcanzar porcentajes de metas más altos, en tanto que las iglesias menos numerosas alcanzarán porcentajes más bajos. Pero, tal cosa no es verdad. Es a la inversa. Mientras más numerosa sea una iglesia, más bajos deberán ser los porcentajes de metas a alcanzar.
Veámoslo con un ejemplo básico: Una iglesia de 5 células puede colocar como meta alcanzar el 100% de crecimiento en un año. Eso significa que tendría aproximadamente unas 10 semanas para multiplicar cada una de sus células. Pero, si una iglesia de 500 células se propone alcanzar el mismo 100% en el mismo año significa que tendría que abrir más de 9 células por semana; cosa muy difícil.
De acá se desprende el principio que mientras más numerosa es una iglesia, más bajos deben ser los porcentajes de sus metas. Esa es la razón por la que la meta en la iglesia del pastor Cho es que cada célula gane una sola persona para Cristo en el año. Eso puede parecer una meta ridícula. Pero, es como la iglesia crece a un ritmo de 25,000 nuevos miembros por año. Así ha sido en las últimas décadas.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Cell churches Goals.
One feature of goals in cell churches is that they have to be realistic. An excessive goal loses its meaning. For a goal to be realistic it should be based on the cell model’s principles. One of those principles is that multiplication occurs only when the leader is multiplied. The number of cells to be multiplied cannot be a fanciful goal. It should be established on the ability of the leaders to create new leaders.
There are some conditions that can be misleading. For example, thinking that a large church can reach higher percentages of goals, while less numerous churches will reach lower percentages. But such a thing is not true. It is the reverse, the larger the church, the lower the percentages of goals to achieve.
Let's look at it with a basic example: A church of 5 cells can set as a goal to achieve 100% growth in one year. That means that it would have approximately 10 weeks to multiply each one of its cells. But if a church of 500 cells aims to achieve the same 100% in the same year, that means that it would have to open more than 9 cells per week; a very difficult thing to do.
From here is detached the principle that the more numerous a church is, the lower the percentages of its goals must be. That is the reason why the goal of Pastor Cho’s church is that every cell should win only one person to Christ in the year. That may seem like a ridiculous goal. But that is how the church grows at a rate of 25,000 new members per year. So it has been in the last decades.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Metas para igrejas em células.
Uma característica das metas nas igrejas em células é que elas precisam ser realistas. Uma meta exagerada perde seu sentido. Para uma meta ser realista ela deve ser baseada em princípios comuns às igrejas em células. Um desses princípios é que a multiplicação ocorre somente quando o líder é multiplicado. O número de células a se multiplicarem não pode ser uma meta fantasiosa. Ela deve ser estabelecida na habilidade dos líderes de criar novos líderes.

Existe também uma idéia ilusória sobre as metas. Por exemplo, um equívoco é pensar que igrejas maiores podem alcançar maiores porcentagens de metas, enquanto igrejas menos numerosas vão alcançar porcentagens mais baixas. Isso simplesmente não é verdade. Na realidade, conforme uma igreja se torna maior, as porcentagens de metas alcançadas tornam-se menores.

Vamos olhar para isso com um exemplo simples: Uma igreja de 5 células pode estabelecer uma meta de alcançar 100% de crescimento em um ano. Isso significa que ela teria aproximadamente 10 semanas para multiplicar cada uma de suas células. Mas se uma igreja de 500 células pretende alcançar os mesmos 100% no mesmo ano, isso significa que ela teria que abrir mais de 9 células por semana; uma coisa muito difícil de fazer.

Isso significa que igrejas maiores vão alcançar suas metas a uma taxa percentual menor. É por essa razão que a meta da igreja do Pastor Cho é que cada célula ganhe apenas uma pessoa para Cristo por ano. Essa pode parecer uma meta ridícula, mas é assim que a igreja cresce a um ritmo de 25 mil novos membros por ano! 

miércoles, 25 de febrero de 2015

PLANTANDO UNA NUEVA IGLESIA SIN DINERO.

Para plantar una iglesia celular solamente se necesita un líder de célula. El trabajo comienza cuando ese líder comienza a evangelizar a otra persona. Una vez ganada para Jesús esa primera persona debe ser discipulada y fortalecida en la fe. Luego continúa con una segunda persona para formar el núcleo de la célula inicial. A partir de allí, lo que continúa es el desarrollo normal de la célula que se multiplica una y otra vez.
Cuando se ha llegado a un total de entre 5 a 10 células, las personas rentan un local para sus reuniones dominicales. De esa manera es como una nueva iglesia ha sido plantada con un promedio de entre 50 a 100 miembros. Por supuesto, el proceso demanda paciencia, trabajo y sobre todo pasión. Cuando esos elementos se poseen, es posible seguir el procedimiento descrito y establecer una iglesia sin mayores inversiones económicas y sin necesidad de un aparato administrativo costoso.
Esa es la manera como han nacido la casi totalidad de iglesias Elim en el mundo. En este mismo momento estamos aplicando ese método en la ciudad de Roma, Italia. Nos encontramos en el punto donde ya tenemos una célula inicial. Todavía no hablamos de una iglesia en Roma. Pero, sí de una célula en Roma. Una célula que esperamos se multiplique una y otra vez hasta que los hermanos puedan rentar su propio local y, después, sostener a su propio ministro. De esa manera, habrá nacido nuestra iglesia filial en Roma. Lo cual, confiamos en el Señor que sucederá relativamente pronto.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Planting a new church without money.
You only need a cell leader to plant a cell church. The work begins when that leader starts evangelizing someone else. Once that first person has been won for Jesus, he/she should be discipled and strengthened in faith. Then the leader should continue with a second person to form the core of the initial cell. From there, what follows is the normal development of the cell that multiplies over and over again.
When a total of between 5-10 cells is reached, the people rent a building for their Sunday meetings. That is how a new church has been planted with an average of between 50-100 members. Of course, the process requires patience, work and most of all passion. When you have these elements it becomes possible to follow the procedure above and establish a church without major economic investments and without an expensive administrative apparatus.
That is how almost all Elim churches around the world have been borne. At this very moment we are applying that method in the city of Rome, Italy. We are at the point where we have an initial cell. We don’t speak of a church in Rome yet. But, we do speak of a cell in Rome. A cell that we expect to multiply over and over again until the brethren can rent their own place and then support their own minister. Our branch church in Rome will be born in such a way. Which, we trust the Lord will happen relatively soon.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Plantando uma nova igreja sem dinheiro.
Você só precisa de um líder de célula para plantar uma igreja em células. O trabalho se inicia quando esse líder começa a evangelizar mais alguém. Uma vez que essa primeira pessoa foi conquistada para Jesus, ele ou ela deve ser discipulado(a) e fortalecida na fé. Depois o líder deve continuar com uma segunda pessoa para formar o núcleo da célula inicial. A partir disso, o que segue é o desenvolvimento normal da célula que se multiplica várias vezes.

Quando um total de 5 a 10 células é atingido, as pessoas alugam um edifício para seus encontros aos domingos. É assim que nós plantamos novas igrejas que tem em média de 50 a 100 membros. É claro que esse processo exige paciência, trabalho duro e, acima de tudo, paixão. Quando você tem esses elementos, é possível plantar uma igreja sem grandes investimentos econômicos e sem um aparato administrativo caro.


É assim que quase todas as igrejas Elim ao redor do mundo surgiram. Nesse exato momento nós estamos aplicando esse método na cidade de Roma, Itália. Nós estamos no ponto em que nós temos uma célula inicial. Ainda não estamos falando de uma igreja em Roma. Nós falamos de uma célula em Roma. No entanto, nós esperamos multiplicar essa célula várias vezes até que os irmãos possam alugar seu próprio lugar e, então, apoiar o seu próprio ministério. Nossa igreja filial em Roma vai nascer de tal forma. Estamos orando e esperando que o Senhor permita que isso aconteça muito em breve.

jueves, 12 de febrero de 2015

LA FORMACIÓN DE NUEVOS PASTORES DE CÉLULAS.

La iglesia Elim en San Salvador tiene en la actualidad 82 pastores. Esta es una cantidad grande para una sola iglesia local. Esa cantidad de pastores es necesaria dada la enorme cantidad de miembros que deben ser atendidos. ¿De qué manera se forman esos pastores? Siguiendo la lógica del modelo celular.
Todos nuestros pastores comenzaron en algún momento siendo líderes de célula. Sobre la base de su capacidad de multiplicación y desarrollo fueron, luego, promovidos a supervisores de 5 células. El paso de supervisor de células a pastor de zona es mucho más lento y selectivo. Las zonas, que son de entre 40 a 100 células no se multiplican con tanta velocidad. Pero, cuando ocurre, se busca un nueva pastor para cuidar de la nueva zona. La selección se realiza entre los supervisores existentes. En este caso, el criterio es siempre el buen desempeño en el trabajo celular, haber desarrollado cualidades ministeriales y poseer un llamado al ministerio a tiempo completo.
Mucho más lento, es el último paso. Que consiste en pasar de pastor de zona a pastor de distrito. Un distrito puede tener entre 8,000 a 13,000 miembros. Dado que solamente tenemos 9 distritos, el multiplicar uno de ellos es algo que ocurre a un ritmo más lento.
Como puede observarse, los pastores surgen de los líderes de células y son promovidos gracias a su buen desempeño en la multiplicación. Este procedimiento tiene sus debilidades. Por ejemplo, se puede caer en el error de usar como criterio el activismo en lugar del carácter, no hay un énfasis especial en la formación teológica, una persona pudiera ser promovida hasta el nivel de su ineficiencia. Estas debilidades son aspectos en los que trabajamos tratando de solucionarlos. Pero, en la actualidad, así es como se generan los pastores en Elim.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

The training of new cells pastors.
Elim Church in San Salvador currently has 82 pastors. This is a large amount for a single local church. That amount of pastors is necessary given the huge number of members that must be looked after. How are those pastors trained? Following the cell’s model logic.
All our pastors began sometime being cell leaders. Based on their ability to multiply and to develop were then promoted to supervisors of 5 cells. The step from cells supervisor to zone pastor is much slower and selective. The zones, which are between 40-100 cells don’t multiply so fast. But, when it happens, a new pastor is sought to look after the new zone. The selection is made between the existing supervisors. In this case, the criterion is always the good performance in the cell work, having developed ministerial qualities and having a call to full time ministry.
The last step is much slower. That is to move from being a zone pastor to a district pastor. A district may have between 8,000 to 13,000 members. Since we only have 9 districts, to multiply one of them is something that would happen at a slower pace.
As you can see, pastors stem from cell leaders and are promoted because of their good performance in multiplication. This method has its weaknesses. For example, you can make the mistake of using activism as a criterion instead of the character, there isn’t a special emphasis on theological education, and a person could be promoted to the level of his inefficiency. These weaknesses are areas in which we work trying to solve them. But at present, this is how the pastors are generated in Elim.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

O treinamento de novos pastores de células. 
A Igreja Elim em San Salvador atualmente tem 82 pastores. Esse é um número enorme para uma única igreja local. Esse grande número de pastores é necessário a fim de cuidar completamente de nossos membros. Mas como nossos pastores são treinados? Nós seguimos a progressão natural do sistema celular.
Todos os nossos pastores começaram como líderes de célula. Nós discernimos se eles são capazes de multiplicar seus próprios grupos de célula. Depois eles foram promovidos para se tornarem supervisores de mais cinco líderes de célula. O passo de supervisor de células para pastor de região é muito mais devagar e seletivo. As regiões, compostas de 40 a 100 células, não se multiplicam tão rápido. Mas quando a região multiplica, nós procuramos por um novo pastor para cuidar da nova região. Nós fazemos essa seleção dentre os supervisores existentes. O critério é sempre com base no sucesso no ministério celular, qualidades ministeriais (por exemplo: caráter, habilidades relacionais), e ter um chamado para o ministério integral.
O último passo de um pastor de região para um pastor de distrito é muito mais devagar. Um distrito em Elim tem de 8.000 a 13.000 membros. Nós temos 9 distritos e para multiplicar um deles demora um longo período de tempo.
Como você pode ver, os pastores vêm de líderes de célula que são promovidos com base nos frutos em multiplicação. Reconhecidamente, esse método tem suas fraquezas. Por exemplo, você pode cometer o erro de usar o ativismo como "o" critério, mais do que o caráter ou o conhecimento teológico. Assim, uma pessoa pode ser promovida para o nível de sua ineficiência. Na realidade, nós ainda estamos trabalhando em resolver estas áreas de fraquezas. No entanto, neste momento, esta é a forma como geramos pastores em Elim. 

jueves, 5 de febrero de 2015

LA CÉLULA COMO SEMILLA DE UNA NUEVA IGLESIA.

La idea básica del modelo celular es la de “capacitar a los santos para la obra del ministerio”. Dicha capacitación se produce por medio del ejercicio de los dones de cada creyente en el espacio de una reunión pequeña en una casa. La práctica del evangelismo, de la enseñanza y de la comunión permite el desarrollo de las capacidades del creyente para que, luego, pueda desarrollar un ministerio.
Elim se ha convertido en una denominación que posee la mayor cantidad de iglesias fuera de su territorio nacional. Nuestras filiales se extienden por Canadá, Estados Unidos, México, Centroamérica, España, Italia, Bélgica, Suiza y Australia. Solamente en los Estados Unidos existen más iglesias Elim que las que hay en El Salvador. Esta expansión podría pensarse que es el resultado de una ambiciosa estrategia misionera; pero, nada de eso. Todas esas iglesias fueron formadas a partir de la diáspora salvadoreña.
Una diáspora que comenzó con la guerra civil y ahora continúa con la crisis económica y de seguridad. Las personas huyen del país en busca de oportunidades de empleo. Aproximadamente un 30% de la población salvadoreña vive en el extranjero, precisamente en esos países que se mencionaron anteriormente. Entre esas personas iban muchos hermanos que en El Salvador fueron líderes de célula y, consecuentemente, habían sido entrenados para la obra del ministerio. Al llegar a sus países de destino eso fue lo que hicieron: el ministerio. Entendieron que no habían llegado a esas ciudades para ganar el alimento para sus familias sino que a abrir una nueva iglesia. Es así como nacieron nuestras iglesias filiales. No tenemos una estrategia misionera, no tenemos planes de expansión, no tenemos presupuestos para abrir nuevas iglesias. Ellas nacen y se desarrollan comenzando de una sola célula que luego se multiplica múltiples veces. Esos líderes solo siguen haciendo lo mismo que muchas veces hicieron en El Salvador: multiplicar células.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

The cell as the seed of a new church.
The basic idea of the cell model is “the perfecting of the saints, for the work of the ministry”. Such training occurs through the exercise of the gifts of every believer in the space of a small meeting in a house. The practice of evangelism, teaching and fellowship allows the development of the believer’s abilities, so that later on he can develop a ministry.
Elim has become a denomination that has the largest number of churches outside its national territory. Our branch churches expand throughout Canada, the US, Mexico, Central America, Spain, Italy, Belgium, Switzerland and Australia. Only in the United States there are more Elim churches than there are in El Salvador. This expansion may be thought to be the result of an ambitious mission strategy; but, it is none of that. All these churches were formed from the Salvadoran diaspora.
A diaspora that started with the Civil War and now continues with the economic and security crises. People are fleeing off the country in search of job opportunities. Approximately 30% of the Salvadoran population lives abroad, precisely in those countries mentioned above. Among those people were many brothers who were cell leaders in El Salvador and, consequently, had been trained for the work of ministry. Upon reaching their destination countries that's what they did: the ministry. They understood that they had not come to these cities to earn food for their families, but to open a new church. This was how our branch churches were born. We don’t have a mission strategy, we don’t have plans for expansion, and we have no budget to open new churches. These are born and developed starting from a single cell which is then multiplied many times. Those leaders just keep on doing the same thing they often did in El Salvador: multiply cells.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

A célula como a semente de uma nova igreja.
A ideia básica do modelo celular é “o aperfeiçoamento dos santos, para o trabalho do ministério”. Parte desse “aperfeiçoamento” ocorre através do exercício dos dons de cada crente no espaço de uma pequena reunião em uma casa. A prática do evangelismo, do ensino e do companheirismo ajuda no desenvolvimento de cada crente que, mais tarde, pode desenvolver um ministério.
Elim tornou-se uma denominação que tem mais igrejas fora do seu território nacional. Nossas igrejas filiais expandiram-se por todo o Canadá, EUA, México, América Central, Espanha, Itália, Bélgica, Suíça e Austrália. Nos Estados Unidos existem mais igrejas Elim do que há em El Salvador. Você pode pensar que a expansão da nossa igreja é o resultado de uma ambiciosa estratégia missionária, mas, na realidade, isso não é verdade. Todas essas igrejas foram formadas como resultado da diáspora de El Salvador (a dispersão do povo de El Salvador por todo o mundo).
Essa diáspora começou com a Guerra Civil em El Salvador e agora continua com as crises da economia e da segurança. As pessoas estão fugindo do país em busca de oportunidades de trabalho. Cerca de 30% da população de El Salvador vive no exterior, precisamente nesses países mencionados acima. Entre essas pessoas que partiram estavam irmãos e irmãs em Cristo que eram líderes de células em El Salvador e, consequentemente, tinham sido treinados para o trabalho do ministério. Ao chegar a seus países de destino, eles naturalmente iniciaram grupos de células, uma vez que esta era a sua vida e ministério. Eles entenderam que não tinham ido a essas cidades para ganhar comida para suas famílias, mas para abrir uma nova igreja. Foi assim que nossas igrejas filiais nasceram. Nós não temos uma estratégia missionária, não temos planos de expansão, e não temos orçamento para abrir novas igrejas. Estas nascem e se desenvolvem a partir do início de uma única célula que então é multiplicada muitas vezes. Os líderes apenas continuam fazendo a mesma coisa que fizeram muitas vezes em El Salvador: multiplicar células.