jueves, 15 de diciembre de 2016

CONTANDO LOS LÍDERES.

Como es bastante sabido, la iglesia Elim se caracteriza por llevar un control cuidadoso y semanal de los principales indicadores de las células. A través de  reportes escritos podemos tener claridad de lo que está pasando en el terreno con cada una de nuestras células. Durante muchos años fue una parte importante del reporte el conocer la cantidad de células que teníamos. El número resultaba ser muy generoso y abultado. El problema era cuando rotábamos un pastor de una zona a otra. El nuevo pastor siempre señalaba que el número de células que reportaba el pastor anterior no era verdadero. Siempre se reportaban más células de las que realmente había. Muchas veces eso lo hacían para dar la impresión de multiplicación efectiva.
Encontrar esa realidad fue lo que nos llevó a hacer varios ejercicios de sinceridad y depuración. Era perdonar la deuda en número de células y comenzar de nuevo con un número real. Además, lanzamos campañas como el año en que nuestra meta fue “Un líder para cada célula y una sola célula para cada líder.” La idea era que no hubiese células sin líderes y tampoco líderes que atendieran más de una célula. Pero, a pesar de todos esos esfuerzos, el problema de abultamiento del número continuaba.
De manera que decidimos tomar una decisión radical. Ella fue ya no contar las células sino el número de líderes. Eso representó la pérdida de varios cientos de células sin líderes que ya no fueron tomadas en cuenta en los reportes. La reducción fue notable, pero nos permitió enfatizar la importancia de los líderes y tener una idea real de lo que ocurre en el campo. Las células sin líder no tienen futuro, no tienen núcleo para multiplicarse. Ahora, ya no sabemos cuántas células hay en Elim. Dejamos de contarlas hace años. Pero sí sabemos cuántos líderes tenemos. Ellos son los que producen la multiplicación por medio de hacer nuevos discípulos.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Counting the leaders.
As is fairly well known, Elim church is characterized by carrying a weekly and careful supervision of the cells main indicators. Through written reports we can have clarity of what is happening on the field with each of our cells. For many years it was an important part of the report to know the number of cells we had. The number turned out to be very generous and bulky. The problem was when we rotated a pastor from one zone to another. The new pastor always pointed out that the number of cells reported by the former pastor was not true. More cells than it really was were always reported. That was done on many times to give the impression of effective multiplication.
Finding out that reality was what led us to do several exercises of sincerity and debugging. It was about forgiving the number of cells debt and starting again with a real number. We also launched campaigns as the year where our goal was “One leader for each cell and one cell for each leader”. The idea was that there were no cells without leaders nor leaders who assisted more than one cell. But, despite all these efforts, the bulkiness problem of the numbers continued.
So we decided to make a radical decision. which was to no longer count the cells but the number of leaders. That represented the loss of several hundreds of cells without leaders who were no longer taken into account in the reports. The reduction was noticeable, but allowed us to emphasize the importance of leaders and have a real idea of ​​what is happening on the field. Leaderless cells have no future; they don’t have a nucleus to multiply. Now, we no longer know how many cells there are in Elim. We stopped counting them years ago. But we do know how many leaders we have. They are the ones producing multiplication by making new disciples.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Contando os líderes.
A maioria sabe que a igreja Elim desenvolveu um sistema de relatórios semanais para os nossos grupos de células que nos ajuda a supervisionar as células de forma mais eficaz. Através destes relatórios escritos temos maior clareza sobre o que está acontecendo com cada uma das nossas células. Por muitos anos, era uma parte importante do relatório para saber o número de células que tivemos. No entanto, o número de grupos de células tornou-se complicada e imprecisa.
O problema foi quando rodado um pastor de uma zona para outra. O novo pastor sempre apontou que o número de células relatados pelo ex-pastor não era verdade. Em outras palavras, o ex-pastor havia informado sobre mais células do que eram realmente lá. Isto foi feito para dar a impressão de multiplicação efectivo.
Compreender esta realidade que nos levou a mudar o nosso sistema de relatórios para descobrir o número real. Nós também lançaram campanhas com o tema de “Um líder para cada célula e uma célula para cada líder”. A ideia era que não queria contar as células que não têm seus próprios líderes; nem queremos líderes que levaram mais do que na célula. No entanto, apesar de todos esses esforços, ainda era difícil para chegar ao número real de grupos de células.
Por isso, fizemos uma decisão radical. Decidimos não contar as células, mas o número de líderes. No processo, nós parei de contar várias centenas de grupos de células, que não têm os seus próprios líderes. A redução foi notada, mas permitiu-nos para enfatizar a importância de líderes e ter uma idéia real do que estava acontecendo no campo. células sem líderes não têm futuro; eles não têm um núcleo de se multiplicar.

Paramos células contando há muito tempo e agora contam líderes de célula. E sabemos exatamente quantos líderes que temos. Os líderes multiplicar grupos de células como eles fazem discípulos que fazem novos discípulos.