jueves, 20 de marzo de 2014

EL TRABAJO CELULAR COMO PRIORIDAD

El pastor de una iglesia local continuamente se encuentra enviando mensajes a su congregación. Tales mensajes no solamente son aquellos que anuncia con su boca. Existe otro mensaje que envía con su silencio. A veces es tan importante lo que el pastor dice como lo que deja de decir. Igualmente importante es el mensaje que el pastor envía con lo que hace como con lo que deja de hacer. Las personas continuamente están leyendo los mensajes verbales y no verbales de su pastor. Los mensajes que se producen por acción como los de omisión.
Un mensaje muy poderoso es aquel que el pastor envía al adoptar una actitud frente al trabajo celular. El pastor puede estar muy entusiasmado con la evangelización a través de las células, pero si él mismo no se coloca al frente de dicho trabajo, tal acción, es un mensaje que la congregación sabe leer. Si el pastor nombra a un responsable de las células el mensaje que envía es: “El trabajo con las células no es muy importante para mí. Tengo otras cosas más valiosas que hacer y por eso encargo a otra persona esa tarea”.
Por el contrario, cuando el pastor asume la primera responsabilidad en el trabajo celular, animando, fijando metas, evaluando, enseñando a la congregación, impartiendo conferencias para sus líderes, etc., el mensaje que envía es: “El trabajo celular es muy importante para mí. Por eso lo tomo como mi tarea personal y no la delego en otra persona”. Aunque el pastor no articule verbalmente estas ideas, sus hechos son un poderoso mensaje que sus ovejas saben leer. De manera que para que una congregación coloque empeño en el trabajo con las célula, el pastor principal es quien debe enviar ese mensaje constante colocando el empeño que él desea ver entre sus miembros.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Cell work as a priority.

The pastor of a local church is continually sending messages to his congregation. Such messages are not only those announced with his mouth. There is another message sent with his silence. Sometimes what the pastor says is as important as it is what he stops saying. Equally important is the message sent through the pastor with what he does as with what he stops doing. People are constantly reading the verbal and nonverbal messages from their pastor. The messages produced by action as the ones produced by omission.

A very powerful message is the one sent by the pastor when he takes a stand before the cell work. The pastor may be very excited about the evangelization through the cells, but if he doesn’t place himself in front of that work, such action is a message that the congregation can read. If the pastor appoints a person in charge of cells the message he sends is: “Working with cells is not very important to me. I have other more valuable things to do and so I will appoint someone else for that task.”

By contrast, when the pastor takes primary responsibility for the cell work, encouraging, setting goals, evaluating, teaching the congregation, giving lectures to their leaders, etc., the message he sends is: “Cell work is very important to me. So I take it as my personal task and I don’t delegate it to someone else.” Even if the pastor doesn’t verbally articulate these ideas, his actions are a powerful message that his sheep can read. So for a congregation to put effort into working with cells, the senior pastor is who should send that constant message by putting the effort he wants to see among his members.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS


Priorizando Ministério em Célula.
O pastor de uma igreja local continuamente envia mensagens para a congregação dele. Temos que nos lembrar que muitas mensagens são do tipo não-verbal. Por exemplo, um pastor fala muito alto através do seu silêncio. Algumas vezes, o que o pastor não diz é tão importante quanto aquilo que ele verbalmente fala. Igualmente importante é a mensagem enviada através das ações do pastor. Pessoas estão constantamente lendo as mensagens verbais e não-verbais dos seus pastores.
Uma mensagem muito poderosa é o posicionamento do pastor em relação ao ministério de células. O pastor pode se empolgar com o ministério de células, mas se ele não se envolver ativamente neste ministério e promovê-lo com propósito, a congregação lerá isso como indiferença. Por exemplo, se o pastor aponta uma pessoa para ficar responsável pelas células, a mensagem que ele envia é: “Trabalhar com células não é muito importante para mim. Eu tenho outras coisas mais valiosas para fazer e então eu indicarei outra pessoas para tomar conta desta tarefa.”
Em contrapartida, quando o pastor tem a responsabilidade principal pelo trabalho da célula através do encorajamento, estabelecimento de metas, avaliações, ensino da congregação, dando palestras ao seus líderes, etc., a mensagem que ele envia é: “O ministério de célula é importante para mim. Então eu tomo isso como prioridade, tarefa pessoal, e eu não delegarei isso para ninguém.” Mesmo que o pastor não articule verbalmente estas ideias, as ações dele são mensagens poderosas que as ovelhas dele podem ler. Sendo assim, para que uma congregação priorize o ministério de células, o pastor principal é a pessoa que deve mandar constantemente tais mensagens através da sua vida, ações e palavras.