jueves, 12 de mayo de 2016

LA ORACIÓN COMO ESTILO DE VIDA

La oración es uno de los elementos clave en las iglesias celulares. No es necesario hablar sobre la importancia de la oración; todos los cristianos reconocemos su valor y su necesidad. Pero, a pesar de ello, muy pocos son los cristianos que oran. ¿A qué se debe esa contradicción? ¿Cuáles son los obstáculos para la oración? El más mencionado es la falta de tiempo. Cuando se menciona que no hay tiempo para la oración, en realidad, lo que se quiere decir es que no se le está dando el tiempo que la oración merece.
Durante el día leemos los periódicos, vemos noticias por la televisión, revisamos las redes sociales, platicamos con amigos, tenemos diversas reuniones; es decir, tenemos tiempo para todo, menos para la oración. El verdadero problema no es de tiempo, es de prioridades. Si consideramos que la oración es importante, deberíamos establecer un tiempo fijo para ella. Se puede seleccionar el momento que resulte más práctico pero que al mismo tiempo no sea fácil de dejar desapercibido. Al tener un tiempo establecido para orar, es mucho más fácil  desarrollar un hábito de oración. Pero, si esperamos a “sentir deseos” de orar, es probable que pasen meses antes que sintamos ese deseo. No se trata de deseos, se trata de una disciplina que se convierta en parte de nuestro estilo de vida.


TRADUCCIÓN AL INGLÉS

Prayer as a lifestyle.
Prayer is one of the key elements in cell churches. There is no need to talk about the importance of prayer; all Christians recognize its value and necessity. But, despite this fact, there are very few Christians who pray. Why is it of this contradiction? What are the obstacles to prayer? The most mentioned one is the lack of time. When it is mentioned that there is no time for prayer, in fact, what is meant is that prayer isn’t getting the time it deserves.
During the day we read the newspapers, watch the news on television, we check out the social networks, talk with friends, we have several meetings; thus, we have time for everything except for prayer. The real problem is not about time, it is about priorities. If we consider that prayer is important, we should set a fixed time for it. You can select the time that is more practical but that at the same time is not easy to leave unnoticed. By having a set time to pray, it is much easier to develop a habit of prayer. But if we wait to “feel like” praying, it will likely be months before we feel that desire. It is not about desires; it is about a discipline that becomes part of our lifestyle.


TRADUCCIÓN AL PORTUGUÉS

Oração como um estilo de vida.
A oração é um dos elementos-chave nas igrejas em célula. Não há necessidade de falar sobre a importância da oração; todos os cristãos reconhecem que ela é valorosa e necessária. Mas, apesar desse fato, há pouquíssimos cristãos que oram. Por que tamanha contradição? Quais são os obstáculos para a oração? As pessoas geralmente mencionam a falta de tempo como o maior obstáculo. No entanto, quando as pessoas dizem isso, na realidade estão manifestando seus valores e prioridades (a oração não está recebendo o tempo que merece).

Durante o dia nós lemos o jornal, assistimos as notícias na televisão, checamos as redes sociais, conversamos com amigos e vamos a vários compromissos. Nós temos tempo para muitas coisas. E a oração? O verdadeiro problema não é o tempo; são as prioridades. Se nós consideramos que a oração é importante, nós devemos priorizá-la e separar um tempo para isso. Cada pessoa pode separar um tempo em sua agenda diária para garantir que a oração não seja negligenciada. Ao definir um tempo para orar, é muito mais fácil desenvolver um hábito de oração. Mas se nós esperarmos até “sentirmos de orar”, provavelmente vai passar meses até que sintamos esse desejo. Não tem a ver com desejos; tem a ver com uma disciplina que se torna parte de nosso estilo de vida.